quarta-feira, agosto 16, 2017

Albi, uma fotografia e um casamento

Já passaram cinco anos, mas lembro-me perfeitamente da “road trip” que fizemos pela Ocitânia - uma região no sul de França, cheia de história e excelente gastronomia. Albi foi uma das localidades de que mais gostámos, sendo ela a protagonista da história que aqui partilho.

Jenny e o seu noivo francês

Olhando para o passado que, embora recente parece já tão longínquo, constato que evoluí imenso na qualidade da minha fotografia. Os olhos e a mente estão agora mais treinados para observar e não apenas para ver, a câmara é praticamente uma extensão do corpo e sei quase sempre como se vai comportar em diferentes situações de luz. Ainda assim, há momentos em que se conseguem fotos memoráveis e, por muito que evolua na capacidade fotográfica, voltando ao mesmo local certamente não obteria um resultado tão bom. É o chamado estar no local certo à hora certa. Foi isso mesmo que aconteceu quando atravessei o rio Tarn ao final do dia, tendo obtido uma das minhas fotos mais dramáticas (ver primeira foto).

A minha foto de Albi ao fim do dia, mostrando a catedral de Santa Cecília e a Ponte Velha, foi publicada nas redes sociais do costume e, mais tarde, descoberta por uma jovem americana chamada Jennifer que me contactou com a seguinte mensagem:

Olá Paulo!

Fiquei sem palavras ao ver a tua foto de Albi. O meu noivo nasceu em Albi e a tua foto capta na perfeição a cidade-natal dele.

Seria possível usar a tua foto como mural na nossa festa de casamento? Adorava imprimir a foto em formato gigante e colocá-la como pano de fundo da mesa dos noivos. Seria uma grande surpresa para o meu noivo, pois ele nunca mais teve oportunidade de voltar a França depois de se ter mudado para os EUA.

Já procurei outras fotos de Albi, mas nenhuma se compara à tua. Diz-me, por favor, quanto queres pela foto, para a usar como pano de fundo no dia do casamento e para a ter num quadro em casa, depois de casarmos.

Obrigado pelo teu tempo,

Jenny

Repondi à Jennifer que podia usar a foto gratuitamente e enviei-lhe a foto em alta resolução. Pedi apenas que, depois do casamento, me contasse como correu. O casamento foi muito bonito (pelas fotos assim parece) e o atual marido ficou muito emocionado quando viu a surpresa que ela lhe tinha preparado - disse-me mais tarde.





GUIA PRÁTICO

Situada na região da Ocitânia, Albi é uma pequena cidade cheia de história, declarada, pela UNESCO, como Património Mundial da Humanidade. Vale bem a pena pernoitar lá e deambular a pé pelas ruelas medievais da zona histórica, experimentando a excelente gastronomia do sul de França.

O que visitar em Albi

  • Catedral de Santa Cecília - construída no séc. XIII, é a maior catedral do mundo revestida com tijolo. Foi edificada como uma fortaleza e símbolo do poder católico após a cruzada contra o Catarismo (um movimento cristão que se opunha à Igreja Católica). A sobriedade do exterior contrasta com a sumptuosidade do interior, onde pinturas em tons de azul e motivos geométricos cobrem totalmente as paredes e o teto;
  • Palácio (e jardins) de Berbie - o palácio, outrora residência do Bispo de Albi, foi construído na mesma altura da Catedral. Hoje abriga o Museu Toulouse-Lautrec;
  • Museu Toulouse-Lautrec - contém mais de 1000 obras do famoso pintor, nascido em Albi em 1864;
  • Ponte Velha, com quase 1000 anos;
  • Igreja e claustro de S. Salvi - encontrámo-los por acaso, enquanto deambulávamos pelas ruelas de Albi e ficámos encantados. O jardim interior de ervas aromáticas, em especial o manjericão-citronela, cheirava muito bem.



O que visitar perto de Albi

  • Toulouse - denominada “cidade cor-de-rosa” ou “ a cidade das violetas”, Toulouse é embalada pelo rio Garonne e pelo canal do Midi. Os seus monumentos históricos, as suas igrejas e as suas margens tornam-na ainda mais especial. Hoje em dia, Toulouse acolhe numerosas indústrias de ponta nas áreas da aeronáutica e espaço. O seu pólo universitário inclui conceituadas faculdades especializadas neste sector, assim como diversas faculdades de engenharia e institutos científicos. Por isso, é uma cidade cheia de jovens e de vida;
  • Canal du Midi - no séc. XVII, os barcos eram o meio de transporte de mercadorias mais eficiente que havia. Todavia, em França, a viagem entre o norte e o sul do país só era possível contornando a Península Ibérica, navegando por águas repletas de piratas. A solução foi encontrada pelo visionário Pierre-Paul Riquet: construir um canal que ligasse o Mar Mediterrânico ao Oceano Atlântico. O resultado foi o Canal du Midi, com 235 km de extensão, hoje Património Mundial;
  • Carcassone - desde a época romana que é uma cidade fortificada. Em 1209, era considerada o centro da resistência cátara, tendo sido, no entanto, cercada e os Cátaros expulsos. No fim dessa cruzada, a cidade tornou-se um local emblemático do poder do rei de França, ostentando um recinto duplo com 3 km de muralhas e 52 torres. Restaurada no séc. XIX pelo arquiteto Viollet-de-Duc, foi declarada Património Mundial, sendo considerada um dos melhores exemplos de uma estrutura defensiva medieval completa;
  • Montségur - o pico de Montségur (1270 metros) foi ocupado sucessivamente desde a época neolítica. Em 1204, os Cátaros construíram aí uma vila fortificada e resistiram durante 40 anos às grandes potências do momento: a igreja católica e a coroa francesa. Todavia, em 1243, depois de 10 meses de cerco, Montségur rendeu-se, convertendo-se num símbolo da opressão contras os Cátaros. Em 1244, mais de 250 foram aí queimados vivos por se recusarem a renegar a sua fé. A vista do topo da montanha vale a pena a subida: esplêndida e mítica.
  • Algumas aldeias classificadas como “as mais belas de França”, tais como: Castelnau de Montmiral, Cordes-sur-Ciel, Lautrec, Minèrve, Camon, Mirepoix, St. Lizier e Foix.


O que comer na região da Ocitânia

  • Foie gras
  • Confit de canard
  • Magret de canard
  • Cassoulet
  • Queijos artesanais
  • Trufas


Reservar alojamento em Albi

3 comentários:

  1. Muito bom. São estes dias que nos fazem gostar tanto de fotografia, de viajar, de partilhar. Casamento abençoado este ;)

    ResponderEliminar
  2. Lindo! Fiquei rendida
    Um beijinho,
    Sofia
    http://laprincipessa.pt/

    ResponderEliminar