quinta-feira, junho 16, 2016

Rota das Xanas, uma das nossas caminhadas preferidas em Espanha

Um dos trilhos mais famosos das Astúrias chama-se Rota do Cares, um caminho esculpido nas rochas dos Picos da Europa, na berma de um desfiladeiro vertiginoso. A Rota das Xanas é um percurso mais curto por outro desfiladeiro asturiano, para muitos ainda mais belo e menos massificado.

Caminhamos junto ao precipício e através de vários túneis, seguindo um trilho estreito, rasgado na rocha calcária da montanha. Cruzamo-nos com casais e famílias inteiras: crianças, pais, avós e cães. Não se vê, mas ouve-se o rio a correr tumultuoso lá no fundo, por baixo das árvores. Impressionam: os olhos arregalados dos miúdos, o cenário vertiginoso, os rochedos escarpados, o contraste entre a pedra e a vegetação, bem como as azinheiras que crescem em lugares quase impossíveis, penduradas sobre o abismo.

Percorrida a garganta fluvial com mais de 2 km de extensão, entramos num bosque frondoso e fresco, no meio do qual corre o rio. É um cenário místico, um bem-estar de sombra, onde gosto de imaginar que as fadas da mitologia asturiana, as Xanas, existem mesmo. À nossa passagem: escondem-se nas árvores, os seus cabelos longos e ruivos emaranhados nos troncos. Quando ninguém está a ver: servem-se das trepadeiras para andar de baloiço enquanto outras disparam em corridas esvoaçantes ou se olham no espelho de água cristalina. Se eu fosse uma fada, também era ali que gostaria de viver.
































Guia Prático

O caminho pelo Desfiladeiro das Xanas foi aberto, em meados do séc. XX, com o objetivo de ligar as povoações de Pedroveya, Dosango e La Rebollada com Villanueva, capital do concelho de Santo Adriano. Em 2002, a garganta fluvial foi declarada Monumento Natural pelo Principado das Astúrias e é hoje uma área protegida.

Devido à espetacularidade do desfiladeiro, ao contraste entre a primeira e a segunda partes do trilho e à facilidade prazerosa do percurso, esta caminhada por terras de fadas foi um dos percursos pedestres que mais gostamos de fazer em Espanha, sendo acessível tanto a crianças como a adultos.

Caracterização do Percurso

  • Categoria: linear
  • Início: área recreativa El Molín de Las Xanas (Villanueva) - a 25 km de Oviedo
  • Fim: ermida de San Antonio (Pedroveya)
  • Extensão: 3,7 km (ida)
  • Duração: 1 hora e 15 minutos (ida)
  • Dificuldade: média (percurso curto, mas com fortes desníveis)
  • Desnível: 375 metros
  • Caminho de regresso: optámos por voltar ao ponto de partida pelo mesmo trilho, mas também é possível continuar pela Rota de Valdolayés, fazendo um circuito que, no total, tem 9 km de extensão e 3 horas de duração.
  • Mais informação: http://www.larutadelasxanas.com/como-llegar-a-la-ruta-de-las-xanas

Recomendações

  • Além de água, convém levar botas ou sapatos de caminhada em vez de sapatilhas, pois o terreno de gravilha calcária estraga o calçado;
  • As crianças pequenas devem ser levadas pela mão.

Caminhada feita no dia 12 de Junho de 2016

Veja também

1 comentário: