quarta-feira, setembro 23, 2015

Dicas para planear a sua viagem às Canárias

Agora que já lhe apresentámos o nosso roteiro nas Canárias e as cinco ilhas que visitámos, aqui ficam algumas dicas que o poderão ajudar a planear a sua viagem.

Geografia

O arquipélago das Canárias é uma Região Autónoma de Espanha, composta por sete ilhas vulcânicas: Lanzarote, Fuerteventura, Tenerife, Gomera, Gran Canaria, Hierro e La Palma. Fica a sul da Madeira e a cerca de 100 quilómetros da costa marroquina.

A nossa ordem de preferência

Quem nos acompanha, sabe que gostamos de natureza, de fazer caminhadas e de locais genuínos. Tendo em conta esses critérios, eis a lista das ilhas que visitámos, ordenadas de acordo com as nossas preferências pessoais:

1. Lanzarote
2. La Gomera
3. Tenerife
4. Fuerteventura
5. Gran Canaria

Quando ir

Qualquer estação é boa para visitar as Canárias, já que o clima é ameno e há sol todo o ano. Os meses de Maio a Junho e de Setembro a Novembro são, todavia, os menos procuradas pelos turistas e, consequentemente, ideias para quem procura sossego aos melhores preços.

Como ir

Atualmente há voos diretos a partir de Portugal: a Ryanair faz a ligação entre o Porto e as ilhas de Tenerife e Gran Canaria; a Binter Canárias entre Lisboa e Gran Canaria.

No nosso caso, optámos por fazer escala em Madrid, voando de Lisboa através da Easyjet e da capital espanhola para Lanzarote através da Ryanair. No regresso, partimos da Gran Canaria, também com escala em Madrid, recorrendo às mesmas companhias aéreas low cost, já que era a combinação que, na altura, nos oferecia o melhor preço.

Convém pesquisar com antecedência os voos que são mais vantajosos para si.

Aluguer de carro

Para conhecer bem as ilhas, o melhor é alugar um automóvel. Assim fizemos em Lanzarote, Gran Canaria e Tenerife. Além disso, levámos connosco o carro alugado nos ferries que fazem a ligação entre Lanzarote e Fuerteventura e entre Tenerife e La Gomera.

Na altura, a companhia que oferecia os melhores preços era a Cabrera Medina, uma empresa local presente em todas as ilhas. Como há bastante oferta, os preços são acessíveis e os funcionários descomplicados.

As estradas são boas, sendo que nas ilhas maiores há auto-estradas e nas zonas montanhosas os acessos são sinuosos.

Como se deslocar de ilha em ilha

Como qualquer uma das sete ilhas do arquipélago tem aeroporto, voar entre elas é fácil, permitindo poupar algum tempo.

Se quiser poupar algum dinheiro, os ferries são a melhor opção, ligando igualmente todas as ilhas. As principais transportadoras marítimas são a Fred Olsen e a Naviera Armas.

No nosso caso, deslocámo-nos de avião de Lanzarote para Tenerife, através da Binter Canárias. Já o ferry foi o meio de transporte que usámos para viajar entre Lanzarote e Fuerteventura, bem como entre Tenerife e as ilhas de La Gomera e Gran Canaria.


Onde ficar

Em todas as ilhas que visitámos, há alojamento para todos os gostos, desde hotéis até casas de turismo rural e quartos em apartamentos. É uma questão de escolher o que lhe agrada mais.

O que provar

  • Papas arrugadas (pequenas batatas cozidas com casca), acompanhadas pelos típicos molhos: mojo picón mojo verde;
  • Peixe fresco, ou não estivessemos rodeados pelo Atlântico;
  • Cabrito no forno;
  • Majorero, o mais famoso queijo de cabra de Fuerteventura;
  • Vinhos de Lanzarote;
  • Mel de palma, em La Gomera;
  • Bananas, frequentemente vendidas à beira da estrada;

Páginas oficiais de turismo

Veja também

0 comentários:

Enviar um comentário