domingo, maio 31, 2015

Na encruzilhada dos mercados de Jerusalém [Fotogaleria]

Um dos pontos altos da minha curta visita a Israel foi, sem dúvida, deambular pelos mercados. Em Tel Aviv, o Carmel Market, com as suas bancas cheias de fruta e verduras frescas, onde também não faltam frutos secos, queijos e outras iguarias, é principalmente frequentado por judeus. Em contraste, nos mercados de Jerusalém, nomeadamente no Mahane Yehuda Market e no Souk da Cidade Velha, há uma grande diversidade de pessoas e culturas.

O Mahane Yehuda (também conhecido como Shuk ou Machne) é um excelente local para experimentar alimentos locais a preços razoáveis. Os frescos são reis, mas pode-se encontrar um pouco de tudo. O mercado é frequentado por uma grande diversidade de pessoas, incluindo alguns turistas.

No Souk da Cidade Velha, por entre ruas estreitas e labirínticas por onde passa a chamada Via Dolorosa, vendem-se principalmente lembranças para turistas. Ainda assim, parece ser o local de eleição para os muçulmanos comprarem alimentos, roupas e de tudo um pouco, como se de um centro-comercial se tratasse. O cheiro a couro, perfumes e especiarias é inebriante.































1 comentário:

  1. Andei por lá nos anos 70 ,mais exactamente quando o Mao Tse Tung morreu. Que saudades daquele exotismo!

    ResponderEliminar